Polícia

Baiano Zé de Lessa, líder da facção BDM, é morto pela polícia em Mato Grosso do Sul

Apontado pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) como o bandido mais procurado do estado da Bahia, o baiano  José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, foi morto na manhã desta quarta-feira (04) pela polícia no estado do Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada ao CORREIO pela SSP-BA, que foi informada pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais da PM do MS que Zé de Lessa havia sido morto em confronto. 

Ele era o ás de ouros do Baralho do Crime da SSP, um arquivo que reúne os principais criminosos do estado da Bahia. A SSP-BA destacou que Zé de Lessa tinha envolvimento com ataques a banco.

Além de Zé de Lessa outros três homens foram mortos e um foi preso na operação da polícia sulmatogrossense que aconteceu em uma chácara localizada entre as cidades de Aral Moreira e Coronel Sapucaia. PUBLICIDADE

Segundo a polícia do MS todos são suspeitos de integrar a quadrilha que atacou um carro-forte da empresa Brink’s na fronteira com o Paraguai na segunda-feira (2).

Zé de Lessa começou na vida do crime fazendo assalto a instituições financeiras. Foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar. Desde então, foi morar na cidade de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul, divisa com o Paraguai, de onde começou a enviar carregamentos de drogas para abastecer sua quadrilha na Bahia.

Ele criou o BDM dentro da cadeia e logo sua facção passou a ganhar destaque. Tornou-se o principal rival da facção Katiara, comandada por Roceirinho, e passou a disputar pontos de droga com o rival. Ele tem entre seus principias comparsas alguns parentes. Fonte: Correio24horas.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar