BahiaGeral

Baiana vítima de tráfico volta a Salvador

20130204024912_baiana_468x400Uma das vítimas da quadrilha internacional, que atuava em Salvador e traficava mulheres para a Espanha, retornou nesse fim de semana a Salvador. Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Salvador, a jovem contou com o apoio das Secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – SJCDH e Políticas para as Mulheres. Inicialmente ela foi recebida pela assistente social da Polícia Federal, Walderez Marques, e posteriormente conduzida para o superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos – SUDH, Ricardo Maurício.

Após o primeiro atendimento, a vítima foi conduzida pela equipe da SJCDH para um local seguro. Na oportunidade, o coordenador Adriano informou que a Secretaria da Justiça está disponível para prestar todo apoio social, jurídico e psicológico.

A vítima é umas das cinco baianas aliciadas por falsos agenciadores que faziam promessas de emprego tentadoras na Europa. Elas eram obrigadas a pagar 4 mil euros (cerca de R$ 11 mil) referente às despesas do transporte.

Durante quatro meses, ela viveu em Salamanca, em posse de uma quadrilha de tráfico internacional de mulheres. A proposta de ganhar dinheiro alto atraiu a jovem de 30 anos para a cidade espanhola. “Eles se aproximaram de mim, ganharam minha confiança, fizeram uma lavagem cerebral. Não vou mentir, fiquei com muita vontade de ir, pois da forma que eles falavam em pouco tempo poderia comprar um carro”, relatou.

De acordo com Ricardo Maurício, a SJCDH está desenvolvendo ações para combater o tráfico de pessoas. “Essa foi mais uma ação da SJCDH. Conseguimos garantir o acolhimento da vítima oferecendo total apoio para que ela possa ter os seus direitos assegurados e sua dignidade restaurada”, afirmou.

A Secretária de Políticas para as Mulheres- SPM, Vera Lúcia, também participou da ação. “Um dos nossos eixos é o enfrentamento à violência contra a mulher. A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República entrou em contato com a SPM da Bahia e vamos dar total apoio as mulheres traficadas no intuito de erradicar essa situação”, assegurou. (Tribuna da Bahia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo