GeralSaúde

Bahia não atinge meta da campanha de vacinação contra poliomielite

VACINAÇÃO - PARILISIA INFANTILA Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite, conhecida como paralisia infantil, se encerra nesta sexta-feira (5) em todo o país.

O prazo inicial foi prorrogado e as doses continuaram à disposição nos postos de saúde até que os estados atingissem a meta de 95% do público-alvo, crianças baianas entre seis meses e quatro anos de idade.

De acordo com dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), apenas 84,75% do público-alvo na Bahia foi alcançado.

A deputada estadual Graça Pimenta (PR), vice-presidente da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa (AL), faz uma advertência aos pais das crianças, para que atentem para os cartões de vacinação dos seus filhos e busquem imunizá-los sempre que necessário.

“De acordo com os dados, foram imunizadas 826.241 crianças no Estado. A meta era vacinar exatas 974.884. Apesar do último caso da doença ter sido registrado no Brasil em 1989, é muito importante que os pais imunizem seus filhos contra a paralisia infantil através da gotinha”, reclama.

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos.

Na maioria dos casos, a infecção pelo vírus pode ser assintomática, o que não impede sua transmissão, pois é eliminado pelas fezes e pode contaminar a água e os alimentos. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo