Cotidiano

Bahia é 3º estado em comércio de produtos eróticos; gel 'virgem de novo' é o mais vendido

SEXO - CASALO mercado de produtos sensuais e eróticos no Brasil comercializa aproximadamente 9 milhões de itens mensalmente e tem destaque no cenário mundial por sua grandiosidade, com um crescimento de 8,5% de 2013 para 2014. De acordo com a presidente da Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme), Paula Aguiar, a Bahia é o terceiro estado de maior movimento do setor atualmente, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro. “A Bahia é o estado com maior venda no Nordeste. Nós temos distribuidores muito engajados, que vestem a camisa do mercado erótico. Isso fez com que o estado da Bahia ficasse em terceiro lugar em vendas no setor nos dois últimos anos”, afirmou ao Bahia Notícias. Este crescimento se deve, segundo ela, ao investimento de grandes marcas na região e à criação produtos mais econômicos. Paula contou ainda que os cosméticos em geral têm uma grande saída no estado, principalmente o gel que tem o poder de deixar a mulher “virgem de novo”.

Uma das grandes distribuidoras baianas tem sua sede em Feira de Santana, a B2 Moda Íntima e Sex Shop. A empresária Meire Nunes afirmou que a distribuidora já tem quase 15 anos de existência e aos poucos se expande pelo estado. Depois de Salvador e Feira de Santana, a região de Juazeiro e Petrolina é a maior consumidora de seus produtos. Segundo Meire, 65% de suas vendas são em atacado, mas o consumidor final também é atendido, com público majoritariamente formado por mulheres – cerca de 80% – de 35 a 48 anos. No entanto, outras faixas etárias também consomem bastante. Com o objetivo de alcançar um público cada vez maior, sua empresa realiza sazonalmente um evento, em Feira de Santana e Salvador, que envolve palestras com sexólogas, apresentação de pole dance, brincadeiras e stands de vendas. “Clientes que têm vergonha de ir às lojas ficam mais à vontade durante o evento”, contou.

Com proporções muito maiores, São Paulo recebe, anualmente, a Erótika Fair, uma feira internacional do mercado erótico lantino-americano, a quarta maior do mundo. Neste ano, o evento chegou à sua 22ª edição. Em 2011, o Nordeste também recebeu um evento do gênero, a Hot Fair, que contou com apenas uma edição em Recife. Quando questionada sobre a possibilidade da realização de outras feiras eróticas no Nordeste, a presidente da Abeme revelou que um evento voltado apenas para empresários acontecerá em São Paulo, em setembro, e uma das discussões será a realização de feiras regionais. “É uma feira para fomentar negócios, então uma das discussões vai ser justamente a possibilidade de feiras regionais, e eu acho que há a grande possibilidade de algum organizador se interessar em realizar eventos no Nordeste”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo