Entretenimento

Atuando como prostituta, Luana diz: ‘Sou paga para seduzir faz tempo’

Aos 40 anos e com o corpaço de sempre, Luana Piovani voltar ao teatro com a peça ‘E se eu não te amar amanhã?’, em que vive duas mulheres, uma prostituta e uma atriz.

“A personagem está ali para seduzir. Sou paga para fazer isso há muito tempo: viver mulheres sedutoras”, diz Luana, à vontade. Uma das personagens, a prostituta, é transexual operada.

Como a arte imita a vida, Luana vive no teatro um casamento que está perto do fim, drama que ela passou há poucos meses, com o marido, o surfista Pedro Scooby.

“O frisson, o romantismo, o frio na barriga acabam depois de dois anos. Acaba se transformando em outra coisa. É um mistério que a gente precisa desvendar. Nada como reorganizar os códigos, ver o que não estava bom. É quase uma matemática. Tem de tomar cuidado para não ficar morna a relação”, defendeu Luana, segundo o colunista Bruno Astuto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo