Cidades

Ataques deixam 20 mortos em SP; bandidos perguntavam por histórico criminal, diz prefeito

crimes - spAo menos 20 pessoas morreram e seis ficaram feridas na noite desta quinta-feira (13) após ataques nas cidades de Osasco e Barueri. Em menos de duas horas, a Polícia Militar registrou assassinatos em oito endereços diferentes em Osasco e outros dois na cidade de Barueri.

A polícia está investigando o caso, e trabalha com a hipótese de os ataques terem relação entre si. O primeiro ataque registrado pela polícia aconteceu às 20h49 em um bar da rua Rua Antonio Benedito Ferreira, no bairro Jardim Munhoz Junior, em Osasco. Dez pessoas foram baleadas, e quatro morreram no local. Após serem levadas a hospitais da região, nenhuma das outras seis vítimas resistiu.

Veja mais

TCU descobre superfaturamento de R$ 673 milhões na Abreu e Lima

Ter vergonha do corpo pode deixar as mulheres doentes

Bebê é encontrado em lixeira com recado: ‘seja a mãe que eu não posso ser

O prefeito de Osasco Jorge Lapas (PT) disse que é necessário um esforço conjunto entre administrações municipais e a Polícia Civil para as investigações sobre a série de ataques.

Segundo o prefeito, vídeos feitos por câmeras de segurança e relatos de testemunhas apontam que os assassinos conversaram com as vítimas antes de atirar e perguntavam pelo histórico criminal. “Nós já vimos alguns vídeos de ontem (quinta), as pessoas que promoveram essas chacinas perguntaram quem tinha passagem pela polícia e isso definia o assassinato. Isso já é um indicativo para as investigações”, disse Jorge Lapas. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), informou, na manhã desta sexta (14), que cancelou todos os compromissos do dia e vai conversar com o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, sobre o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo