Cotidiano

Após surto de coronavírus, McDonald’s fecha 300 restaurantes na China

O McDonald’s anunciou nesta quarta-feira (29) que fechou 300 restaurantes na China após o surto de coronavírus, que já matou 132 pessoas. A empresa decidiu montar uma força-tarefa para ajudar as autoridades a conter o problema.

Segundo informou a companhia, refeições estão sendo providenciadas para os trabalhadores que estão atuando nos cuidados aos infectados que estão sendo atendidos nos hospitais do país, que se tornou um dos maiores mercados da empresa, com cerca de 3,3 mil restaurantes implantados e outros 1,5 mil previstos para serem construídos até 2022.

O consumo na China representa 10% de tudo o que é vendido pelo McDonald’s no mundo. “A China é um mercado crítico para nós e estamos muito preocupados com a situação”, disse o executivo-chefe, Chris Kempczinski.

Diversas multinacionais já previram um impacto financeiro com o surto da doença, caso do Starbucks, que foi obrigado a fechar quase metade das mais de 4 mil lojas espalhadas pelo país chinês.

Em todo mundo são 6.065 casos de coronavírus, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo