Esportes

Após recusa, Santos vê dificuldade na compra de 100% de Montillo

Montillo pode ter colocado um ponto final nas negociações. Isso porque o Peixe deseja adquirir apenas os 60% dos direitos econômicos que pertencem à Raposa, enquanto os mineiros querem receber pela totalidade dos direitos. A exigência, de acordo com o vice-presidente do Alvinegro, Odílio Rodrigues, inviabiliza o acerto.

– Recebi há pouco o telefonema do diretor de futebol do Cruzeiro, dizendo que só aceitam negociar 100% (dos direitos econômicos), mas o Santos sempre negociou dentro dos 60% que pertencem a eles, e conversou com os empresários que detém os outros 40% do atleta. Entendemos que foi oferecido um valor adequado por esses 60%, mas a decisão é do Cruzeiro. Dentro dessa realidade (exigência dos 100%), fica difícil, fora de cogitação – explicou o dirigente, que com a licença médica de Luis Alvaro Ribeiro, é o presidente em exercício do clube.


A nova investida do Santos por Montillo se deu na última segunda-feira. O Peixe aumentou o valor da proposta e ofereceu percentual de alguns jogadores (como o volante Henrique, ex-Cruzeiro). A oferta, porém, foi novamente rejeitada pela Raposa – que não tem interesse na saída do meio-campista argentino.


O Cruzeiro se recusa a fala dos valores que exige por Montillo. No ano passado, porém, o presidente do clube mineiro, Gilvan de Pinho Tavares, citou o montante de 15 milhões de euros (cerca de R$ 41 milhões) como sendo a quantia para se tirar o meia da Raposa. O valor representa 100% dos direitos econômicos do jogador, dos quais o time celeste é detentor de 60%. Os demais 40% pertencem ao Banco BMG (20%) e a um grupo de empresários (20%). Vale lembrar que o BMG é o patrocinador master do Santos.


Até o momento, o Santos só assegurou a contratação do zagueiro Neto, ex-Guarani, para a temporada 2013. O volante Renê Júnior e o lateral-esquerdo Guilherme Santos, que disputaram o último Brasileirão por Ponte Preta e Figueirense, respectivamente, estão fechados mas ainda não foram anunciados. O Peixe ainda está de olho em nomes como Robinho (Milan-ITA), Eugenio Mena (Universidad de Chile) e Cícero (São Paulo).


A nova investida do Santos por Montillo se deu na última segunda-feira. O Peixe aumentou o valor da proposta e ofereceu percentual de alguns jogadores (como o volante Henrique, ex-Cruzeiro). A oferta, porém, foi novamente rejeitada pela Raposa – que não tem interesse na saída do meio-campista argentino.


O Cruzeiro se recusa a fala dos valores que exige por Montillo. No ano passado, porém, o presidente do clube mineiro, Gilvan de Pinho Tavares, citou o montante de 15 milhões de euros (cerca de R$ 41 milhões) como sendo a quantia para se tirar o meia da Raposa. O valor representa 100% dos direitos econômicos do jogador, dos quais o time celeste é detentor de 60%. Os demais 40% pertencem ao Banco BMG (20%) e a um grupo de empresários (20%). Vale lembrar que o BMG é o patrocinador master do Santos.


Até o momento, o Santos só assegurou a contratação do zagueiro Neto, ex-Guarani, para a temporada 2013. O volante Renê Júnior e o lateral-esquerdo Guilherme Santos, que disputaram o último Brasileirão por Ponte Preta e Figueirense, respectivamente, estão fechados mas ainda não foram anunciados. O Peixe ainda está de olho em nomes como Robinho (Milan-ITA), Eugenio Mena (Universidad de Chile) e Cícero (São Paulo).

 

globoesporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo