BrasilGeral

Após Índia, governo agora tenta acelerar importação de insumos com a China

O governo considera praticamente resolvido o episódio da importação das 2 milhões de doses da vacina da Astrazeneca da Índia, e prevê a chegada delas até o dia 20 de janeiro. Agora, a negociação aberta é para que a China acelere a remessa dos insumos da Astrazeneca que vão viabilizar a produção pela Fiocruz de 100 milhões de doses.

Segundo autoridades, a questão com a Índia era apenas a “ponta do iceberg”. O foco agora é a China. Há uma expectativa de que esses insumos desembarquem em solo brasileiro na semana que vem, mas isso ainda não é certo. 

Se chegar na semana que vem, as primeiras vacinas estarão prontas no início de fevereiro.

São essas duas equações que dependem de variáveis externas que têm impedido o governo brasileiro de colocar uma data para o início da vacinação no Brasil com a vacina Astrazeneca, tendo em vista que a negociação com a Pfizer está completamente parada. 

Haveria ainda uma terceira alternativa, que é a Coronavac, cujo registro emergencial deverá ser protocolado na Anvisa nesta quinta-feira (7).

Caio Junqueira / CNN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo