Cotidiano

Após derrota de Cunha, aliado de Picciani deve tomar posse

ATILA NUNESAliado do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), o vereador carioca Átila Nunes (PMDB-RJ) deve tomar posse como deputado federal nesta quarta-feira, 6. A posse foi garantida por liminar concedida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, após o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se negar a empossar Nunes. A vinda dele reforça o apoio à permanência de Picciani à frente da liderança do partido.

A posse de Átila Nunes como deputado foi articulada por Picciani com o apoio do comando do PMDB fluminense. O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), nomeou o deputado federal Ezequiel Teixeira (PMD-RJ) secretário de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado, abrindo o caminho para Nunes assumir como suplente na Câmara dos Deputados. Cunha, contudo, se negou a dar posse a Átila, alegando que ele não podia ser empossado deputado, pois já exercia mandato de vereador.

O parlamentar fluminense, então, entrou com mandado de segurança no Supremo, alegando que já tinha se licenciado do mandato de vereador para assumir como deputado federal. Em sua decisão, Lewandoski sustentou que, como Átila Nunes assumirá apenas como suplente de deputado, a licença do cargo de vereador é suficiente para garantir sua posse na Câmara.

Segundo a Mesa Diretora da Casa, a posse deve ocorrer nesta quarta-feira, 6, em cerimônia no gabinete de Cunha.

Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo