Cotidiano

Após comprar galo e galinha para ajudar filho autista, mãe é denunciada no Paraná

Uma mãe que comprou um galo e uma galinha como animais de estimação para o filho autista, de 12 anos, foi denunciada pelos vizinhos. O caso ocorreu em Cascavel, no oeste do Paraná. Adriana Carraro Neves foi notificada pela prefeitura na última quarta-feira (29), e terá de retirar os animais de casa no prazo de 30 dias.

A mãe alega que o galo e galinha foram comprados para tentar ajudar o filho a sair de casa para tomar sol. Durante a pandemia, ele não estava fazendo isso. Ao G1, ela afirmou que a ideia estava funcionando, pois Marcio da Silva Junior estava indo ao quintal para cuidar dos bichos.

A lei municipal proíbe a criação de animais que podem causar insalubridade ou incômodo na área urbana. Ainda assim, de acordo com a prefeitura, o caso está sendo estudado, devido à particularidade da situação, para que talvez se possa revertê-lo e autorizar que os animais permaneçam no local.

“Como pode um homem ou uma mulher ter a coragem de denunciar uma coisa que não incomoda a vida deles? Como tem coragem de denunciar? Denunciar o quê?”, afirmou Adriana, em um vídeo postado nas redes sociais.

Ela aparece mostrando a autuação, e alega o terreno da casa dela é grande, e poucas pessoas moram nas proximidades. Sendo assim, a presença dos animais não incomodaria os vizinhos.

Adriana ainda falou que, caso não consiga a liberação para criar as aves, vai buscar mostrar como o animal pode ajudar no tratamento da criança, através de apoio médico.

A escolha das aves se deu, segundo a mãe, porque eles sujam menos o quintal, além de serem mais calmos e silenciosos que um cachorro, por exemplo. 

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar