Cotidiano

Após audiência, Geddel pede para falar ao telefone com a mãe

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), um dos investigados na Operação Cui Bono e que responde a ação penal junto à Seção Judiciária do Distrito Federal, fez um pedido inusitado após a última audiência, em 27 de novembro. Ao final do procedimento, ele pediu para falar com a mãe, Marluce Vieira Lima, por telefone, durante 30 minutos.

O juiz Vallisney de Souza autorizou a comunicação entre os dois, além de marcar nova audiência para a conclusão da oitiva de Alexandre Margotto e Raquel Pitta no dia 13 de dezembro, próxima sexta-feira.

Na mesma audiências, as defesas solicitaram que não fosse utilizado o Skype como método de oitiva das testemunhas e colaboradores. No entanto, o magistrado rejeitou o pedido, alegando que a utilização do aplicativo acontece como forma de preservar a segurança do depoente. 

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar