Cotidiano

Apontado na internet como mandante de chacina dos motoristas é executado; caso foi filmado

O homem apontado na internet como mandante da chacina que vitimou quatro motoristas de aplicativo foi morto. Jerfeson Palmeira Soares Santos, conhecido como “Jel”, foi executado neste sábado (14/12). A foto do rapaz circulou nos grupos de WhatsApp momentos depois da localização dos corpos dos trabalhadores, no início da manhã de sexta-feira (13/12). Oficialmente, a Polícia Civil ainda não se pronunciou. 

Até a publicação desta reportagem os detalhes sobre o homicídio de Jerfeson ainda não tinham sido dados, mas os suspeitos fizeram questão de registrar o caso. Primeiro, fizeram uma foto do rapaz rendido, com uma pistola apontada para seu rosto. Em seguida, gravaram um vídeo executando o homem em um matagal. Suspeita-se que tudo aconteceu na mesma região onde os corpos dos motoristas foram achados. 

Jerfeson era apontado como um dos líderes do tráfico de drogas na localidade conhecida como “Paz e Vida”, no Jardim Santo Inácio. Ele já tinha sido preso em 2017 por suspeita de torturar uma adolescente e gravar em vídeo. Agora, a Delegacia de Homicídios Múltiplos quer saber se foi ele o responsável pela carnificina que tirou a vida de quatro homens que estavam trabalhando no momento em que foram surpreendidos. 

Na manhã deste sábado, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) anunciou a morte de um dos rapazes que estaria envolvido na ação. Ele foi localizado no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, e morto durante confronto. Também pela manhã, o presidente do Sindicato de Motoristas de Transporte por Aplicativos, Átila do Congo, chegou a afirmar que dois criminosos teriam morrido em uma troca de tiros. (AratuOn)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar