Esportes

Apesar das cobranças, Flamengo descarta ‘tampão’ e segue com Ceni

O Flamengo está longe de transmitir segurança por uma arrancada nas rodadas finais e, sob o comando de Rogério Ceni, não vê evolução e uma sequência de resultados positivos. O treinador viu a série de duas vitórias consecutivas ser quebrada no último domingo, em derrota contra o Athletico-PR, e voltou a ter suas escolhas questionadas por todos os lados, inclusive com mais afinco por membros da diretoria, que, em boa parte, converge para a manutenção do comandante visando a temporada 2021 apenas em caso de título brasileiro. É o panorama de momento. 

Hoje, sob uma avaliação mais rígida do departamento de futebol e tendo com foco rendimento e resultado, Ceni não possui base para se sustentar no cargo, cujo aproveitamento é de 48,8%, com seis vitórias em 15 jogos, além de duas eliminações (Copa do Brasil e Libertadores) na bagagem. Contudo, segundo informações iniciais do “ge”, a não presença de uma “solução caseira” vista como adequada para o momento pesa para a permanência de Rogério. 

A opção por um substituto “tampão”, como Zé Ricardo foi nas rodadas finais para o Internacional no Brasileiro de 2019, por exemplo, também não agrada aos dirigentes rubro-negros. A princípio, isso está descartado. 

E Ceni só terá a oportunidade de ajustes em prol de uma possível evolução da equipe sob o seu comando a partir da reapresentação marcada para esta terça-feira, já que o elenco folga nesta segunda, após ficar uma semana fora do Rio, em viagens para Goiânia, Brasília e Curitiba, respectivamente. 

O próximo jogo do Flamengo será diante do Grêmio, nesta quinta, em Porto Alegre, quando ambos deixarão de ter um compromisso a menos na tabela, pois o duelo – adiado anteriormente – será válido pela 23ª rodada do Brasileiro.

Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo