Cidades

Ao menos 60 presos foram mortos em presídio de Manaus

Briga entre as facções FDN (Família do Norte) e PCC resultou nas mortes.

Reprodução/Youtube

Ao menos sessenta presos foram mortos durante a rebelião que durou mais de 17 horas no (Complexo Penitenciário Anísio Jobim) em Manaus, as informações foram confirmadas pelo secretária de segurança pública do estado, 87 presos conseguiram fugir.

A unidade prisional ainda está sendo vistoriada e o numero de mortos pode aumentar, a expectativa é que no fim da tarde desta segunda-feira (02), um balanço possa ser apresentado a imprensa.

Segundo a imprensa local, a rebelião seu deu devido a rivalidade de facções, a FDN (Família do Norte) teria atacado membros do PCC (Primeiro Comando da Capital).

A Compaj tem capacidade para 454 presos e abrigava atualmente 1.224, um excedente de mais de 700 detentos, o semiaberto tem capacidade para 138 presos, e estava com 602.

Quando a rebelião foi iniciada, 12 pessoas foram feitas reféns, ao longo das horas eles foram liberados e somente um ficou ferido, sem gravidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar