Política

Ao comemorar impeachment, filho de Bolsonaro exalta ditadura: ‘Obrigado, militares’

EDUARDO BOLSONARO - ALO deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho do também deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), exaltou o golpe militar de 1964 e o torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra, em uma postagem nas redes sociais para comemorar o impeachment da presidente Dilma Rousseff nesta quarta-feira (31).

Na publicação, o parlamentar afirmou: “Perderam em 64. Perderam em 2016. O Brasil nunca será Cuba”. Em uma imagem publicada junto à postagem, Bolsonaro pediu “Obrigado Militares”, citando, além de Ustra, o coronel Lício Maciel, o 3º sargento Mário Kozel Filho e o 1º tenente Alberto Mendes Júnior, figuras históricas da Ditadura Militar.

Durante a votação do impeachment na Câmara, seu pai, Jair Bolsonaro, chegou a homenagear Brilhante Ustra ao votar a favor do envio do processo ao Senado. Por causa disso, uma representação no Conselho de Ética foi instaurada contra ele.

BN

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo