Esportes

Andrés admite saída da CBF e afirma que Felipão está ‘apalavrado’

O técnico Luiz Felipe Scolari já está apalavrado para assumir a seleção brasileira em 2013. Quem revelou o acordo foi o diretor de seleções da CBF, Andrés Sanches, nesta segunda-feira, durante o Soccerex. O dirigente afirmou ainda que deve deixar seu cargo, após ser voto vencido na decisão em demitir Mano Menezes.

– Eu ainda não conversei com o presidente (José Maria Marin), mas a tendência é eu sair. Pelo que eu sei, o Felipão está apalavrado – declarou Sanches.

Andrés deve conversar com Marin ainda nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, para selar sua saída da CBF. Ele admitiu que se sentiu desprestigiado com a demissão de Mano Menezes na última sexta-feira. Além disso, o dirigente não gostou de não ter sido consultado na escolha do novo treinador.

Na ocasião do anúncio da saída de Mano, Andrés foi o responsável por falar com a imprensa. Na oportunidade, ele afirmou que foi contra a demissão do treinador, mas teve de aceitar a decisão.

– Fui voto vencido. Os critérios são do presidente, ele entende que no início da temporada quer outros métodos. Está na posição de presidente, sendo corajoso e ousado. Temos que respeitar – disse o ex-presidente do Corinthians.

Marin: ‘Técnico dificilmente será estrangeiro’

A informação de Andrés acerca do acordo com Felipão bate com a entrevista do presidente da CBF, José Maria Marin, nesta segunda-feira, no Soccerex. Em meio aos pedidos por Pep Guardiola, o mandatário considerou difícil trazer um estrangeiro.

– Temos bons profissionais no Brasil e dificilmente teremos um estrangeiro. Vamos esperar o término do Brasileiro. O nome será divulgado no início de janeiro em coletiva na sede da CBF – afirmou Marin, que depois deu uma dica do perfil necessário para o comando da Seleção.

– O novo técnico tem que ter o perfil vencedor para que possa chegar ao tão sonhado título em casa.

Além de Felipão, os outros cotados para o cargo são Muricy Ramalho, do Santos, e Tite, do Corinthians. Scolari, porém, é o favorito. A favor dele pesa o fato de ter sido campeão mundial com a Seleção na Copa do Mundo de 2002.

Globoesporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo