CidadesGeral

Alimentação de deputados e servidores da AL-BA custará R$ 625 mil por mês em 2020

A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) divulgou, nesta semana, uma nova contratação da LPATSA Alimentação. Por R$ 635 mil por mês, a empresa do grupo paulista LemosPassos irá para atuar no preparo e fornecimento de refeições aos parlamentares e servidores do Legislativo estadual.  O valor pago no contrato deste ano a LPATSA será 17% maior em relação ao último ano, o que representará R$ 1 milhão a mais de gasto dos cofres públicos neste ano. 
 

Procurada, a Assembleia Legislativa não informou qualquer justificativa para o aumento do valor do contrato. Em 2019, o presidente da Casa, deputado Nelson Leal (PP), informou que fez demissões em massa para enxugar o orçamento do Legislativo estadual

Essa é a segunda vez que a LPATSA ficará a cargo dos serviços de alimentação da AL-BA. A empresa foi contratada em regime emergencial em meio a um imbróglio com a Justiça em 2019.

Além de ter a disposiça alimentação, um deputado estadual da Bahia ganham salários de R$ 25.322,25 e verba indenizatória de R$ 32 mil, que usada para combustível e outras despesas. Neste mês os deputados ainda devem receber uma “ajuda de custo” de R$ 50 mil para trabalhar nas duas últimas semanas de janeiro, durante o recesso. Os parlamentares trabalham nas férias para aprovarem a reforma da previdência enviada pelo governador Rui Costa. 

Lucas Arraz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar