Cotidiano

Alheia à orientação do PT, Moema Gramacho pede a cabeça de Eduardo Cunha

MOEMA GRAMACHO - EVENTOA deputada Moema Gramacho (PT) defendeu publicamente que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deve se afastar imediatamente da direção da Casa Legislativa. A parlamentar adotou uma postura contrária à que a cúpula do partido quer, pois seria melhor evitar a implosão da base aliada ao se posicionar publicamente contra Cunha.

Alheia à orientação da sigla, Gramacho foi dura nas críticas a Cunha durante uma reunião com deputados federais do PT em Salvador, nesta terça-feira (26).  “O fato de ter sido denunciado pelo Ministério Público e já está sendo avaliado o acatamento pelo Superior Tribunal Federal já o deixa em uma situação que eu diria antiética para quem está presidindo um Poder.

Ao mesmo tempo ele exerce influência nos trâmites da Casa, a exemplo da CPI da Petrobras que Eduardo Cunha fez tudo para criar, mas até agora nem ele nem ninguém ligado a ele foi chamado para prestar depoimento, pelo contrário, houve direcionamento para que outros parlamentares não ligados ao seu grupo fossem depor. Essa influência pode dificultar o processo de investigação”, afirma. De acordo com a deputada, a Presidência da Câmara deve estar isenta de qualquer suspeita e Cunha deveria se afastar, do contrário, caberia uma discussão para conduzir o processo. “Vários partidos estão se mobilizando e pelo menos parte do PT já está entrando com o pedido de afastamento dele da presidência, ficando como deputado respondendo ao processo”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo