BrasilCidadesGeral

Álcool contaminado mata 100 pessoas no México

O México está em alerta após pelo menos 100 pessoas nos estados de Morelos, Puebla, Jalisco, Yucatán, serem vítimas de intoxicação de bebidas alcoólicas adulteradas. De acordo com a diretora da Comissão de Proteção contra Riscos Sanitários de Jalisco, Denis de Santiago, com a escassez da bebida acoólicas no país, após a pandemia do novo coronavírus, há relatos de pessoas comercializando e oferecendo álcool metanol, em vez de ácool etílico.

Segundo o jornal mexicano Reforma, a comunidade de Chiconcuatla, no estado de Puebla, já registrou 20 mortes em decorrência da bebida. O prefeito da comunidade pediu aos moradores para que não ingerissem bebidas alcóolicas até que o caso seja resolvido.

“Não beba álcool, precisamos identificar todos os pontos de venda nas comunidades e encontrar o licor adulterado, bem como os responsáveis”, postou Artemio Hernández Garrido em sua página no Facebook.

Em Morelos, foi apreendido cerca de 20 litros de álcool não etiquetado que pode ter sido consumido por 15 pessoas vítimas dos álcool envenenado. As autoridades locais estão investigando o caso.

No início de abril, o governo mexicano suspendeu a produção de produtos considerados não essenciais, incluindo cerveja, e em alguns estados a venda de bebidas foi proibida como uma das medidas para lutar contra a pandemia do novo coronavírus.

Varelanoticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo