BahiaGeral

Alan Sanches consegue garantias da SESAB de maior fiscalização em Hospital Mutuípe

aland(2)Em audiência pública realizada na manhã desta terça-feira (9), na Comissão de Saúde  e Saneamento Básico da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Alan Sanches (PSD), autor da iniciativa que debateu a saúde pública do Vale do Jiquiricá, a começar pelo município de Mutuípe, cujo único hospital da cidade, o Clélia Chaves Rebouças, enfrenta sérias dificuldades, conseguiu garantiu por parte da secretaria estadual de Saúde (Sesab), de elevação da fiscalização por parte do executivo estadual para com a Associação de Proteção à Maternidade e Infância (APMI) de Castro Alves, responsável por gerenciar a unidade.

 

Aliado a isso, a prefeitura da cidade prometeu unir forças à Sesab em prol de uma saúde de melhor qualidade em Mutuípe. Vale pontuar, que a APMI por descumprir o que reza o contrato de estadualização foi punida pelo estado pelo não pagamento dos funcionários no mês passado, fato que gerou, inclusive, a paralisação do atendimento para a comunidade. Foi anunciado ainda em primeira mão que o que o estado já se articula com as prefeituras do Vale do Jiquiricá, com intuito de formar uma rede hospitalar para que possa suprir a demanda.

Para o deputado Alan Sanches, o resultado foi mais do que positivo. “Pois, além de nos proporcionar o esclarecimento de todas as dúvidas, foi possível constatar que o governo do estado está cumprindo o seu papel não apenas de elevar a qualidade do serviço, mas também com o de fiscalizar. A promessa, após a audiência é de ainda maior rigidez não apenas com a essa entidade, mas com todas as estadualizadas e isso, sem dúvida, nos deixa, deixa a população mais tranquila, afinal estamos falando de vidas humanas”, fez questão de pontuar.

Filho, além de parabenizar a iniciativa do deputado Alan Sanches, garantiu o empenho da pasta não apenas com Mutuípe. Ele se disse ainda bastante confiante na possibilidade da instalação de uma rede hospitalar da região, onde a expectativa é que Mutuípe passe a ser referência materno-infantil para toda a região. “A ideia é que os prefeitos dividam a responsabilidade conosco para que o serviço possa ser cada vez de maior qualidade”.

Ele reforçou que enquanto isso não acontece, embora saiba as dificuldades das filantrópricas, não é possível deixar de cobrar o que está no contrato. “Não estamos aqui para defender prestador A, B ou C, mas sim a população que precisa de um serviço de boa qualidade. O governo está vigilante”, fez questão de frisar, complementando que já observa avanços no Hospital Clélia Chaves Rebouças, que antes de ser assumido pela APMI de Castro, beirava, de fato, o fechamento.

A assessora executiva de Comunicação da APMI, Liliane Almeida Albuquerque admitiu as dificuldades, mas também assegurou que a busca da instituição é sempre por melhorias. Segundo ela, a paralisação se deu por falta de pagamento, pagamento este que já foi efetuado. O prefeito da cidade, Luís Carlos Cardoso, foi mais um a se mostrar disposto a contribuir. “O deputado Alan Sanches já é considerado cidadão mutuipense pelos serviços médicos que tem prestado a nossa cidade e não só ele como o governo podem contar comigo”.

Além dele, compôs a mesa o vereador Júnior Cardoso, que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e enfatizou que será mais um nessa luta. “O queremos é isso, que a Assembleia, o governo estadual, a prefeitura, a APMI dêem as mãos pelo avanço no setor”. Os deputados José de Arimatéia (presidente do colegiado), J.Carlos, Maria DelCarmen, Maria Luíza Orge, Graça Pimenta, Rosemberg Pinto também participaram do debate. Além deles, os vereadores de Mutuípe, Márcia Cristina e Aldício da Fonseca.

Fernanda Chagas DRT: 2517 – BA/ Almeida Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo