Cotidiano

Ala do PSDB defende volta de Aécio à presidência do partido

Desde da transmissão do programa partidário do PSDB, no rádio e na TV, na última quinta-feira (17), o racha no partido tem se agravado. Uma parte dos tucanos não aceitou a propaganda, que criticou o “presidencialismo de cooptação”.

Além disso, a reunião fora da agenda entre Aécio Neves e o presidente Michel Temer, um dia depois, na sexta-feira (18), também repercutiu negativamente.

O resultado, agora, é que membros do partido apoiadores do presidente querem a saída imediata de Tasso Jereissati da presidência da legenda. A expectativa é de que uma decisão seja tomara ainda esta semana, segundo informações do blog do Camarotti, do portal G1.

Ganha força a ideia de o senador Aécio Neves voltar ao posto e nomear um vice-presidente, que assumirá o comando do PSDB logo em seguida, já que o mineiro deve permanecer afastado da função, após ter sido citado em delação da JBS por ter recebido propina.

 

Entre os nomes citados para a vice-presidência do partido estão o do ex-governador Alberto Goldman, os ministros Aloysio Nunes, das Relações Exteriores, e Bruno Araújo, das Cidades, o senador Flexa Ribeiro e o deputado Giuseppe Vecci.

“Da forma que está, não dá mais para segurar. É preciso uma solução imediata no PSDB”, desabafou um ministro tucano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo