Cidades

Advogado suspeito de terrorismo trabalhou na Casa Civil

DILMA E TERRORISTAAlvo de uma ação deflagrada pela Polícia Federal nesta sexta-feira (24) o advogado Marcelo Bulhões dos Santos trabalhou como assessor da Casa Civil da Presidência da República quando a presidente Dilma Rousseff era ministra da pasta. No Facebook, ele postou foto ao lado de Dilma, com o comentário: “Época de trabalho na Casa Civil da Presidência da República… Saudades!” Na manhã de hoje, homens do Grupo Antibomba da PF vasculharam o apartamento do advogado em Brasília. A ação, segundo investigadores, apurou suspeitas de terrorismo. A corporação não informou quais indícios sobre Bulhões estão em apuração. O advogado foi intimado e terá de comparecer à PF para prestar depoimento. O advogado é ex-servidor administrativo da PF e tem, segundo registros oficiais, passagens por outros órgãos públicos, como a Escola de Cadetes do Exército. Ele se desligou do serviço público e, desde 2010, atua como consultor jurídico. Em Brasília, presta serviços para a Embaixada de Omã e é engajado na defesa da comunidade muçulmana. Durante as buscas nesta sexta-feira, a PF usou um cão farejador. Agentes deixaram o local levando computadores, mídias e papéis. O terrorismo não é tipificado como crime no Brasil. Por isso, investigações a respeito colhem elementos sobre delitos acessórios a essa prática, como falsificação de documentos. A PF não forneceu detalhes da ação. Em nota, informou que cumpriu mandado de busca e apreensão em investigação sobre falsificação de documentos. Além disso, explicou que o inquérito tramita em segredo de Justiça e que os atos praticados pelo investigado “não guardam relação direta com seu passado funcional ou, ainda, com suas atividades como servidor comissionado”.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar