Geral

Advogado e médica casam após se conhecerem em game online

ADVOGADO E MEDICACasados há quase um ano, a médica Mariana Miranda e o advogado Thiago Além, moradores deSalvador, possuem um relacionamento de sete anos que começou de uma forma curiosa: eles se conheceram e se tornaram amigos através do game online World of Warcraft. Mariana conta que os dois se conheceram em 2007, quando pertenciam à mesma guilda do jogo (grupos de jogadores) e eram da categoria dos “paladinos”. Ela constantemente tirava dúvidas com Thiago no planejamento de novas estratégias para combater os “inimigos”. “Era um contato rápido, simples. Não tinha muita conversa”, detalha. Alguns meses depois, houve um encontro dos membros baianos da guilda, e então eles se conheceram pessoalmente. “A relação do pessoal da guilda foi se intensificando, e todos se tornaram amigos de verdade. Sempre marcávamos reuniões, mas Thiago nunca estava presente”, lembra a médica. Em um aniversário de Mariana, ele compareceu. Dali em diante os dois se aproximaram e nunca mais se afastaram. O namoro virou noivado e em 2014 eles passaram a morar juntos.A paixão pelos games está presente na história e na residência do casal. No aniversário de um ano de namoro, Mariana fez um dvd com imagens deles, em que constavam também arquivos de momentos importantes que viveram nos jogos, naquele período.  Além disso, há elementos dos jogos Assassin’s Creed, Super Mario Bros e outros games espalhados pela casa. Thiago conta que desde que começaram a pensar em formalizar a união, já sabiam que teriam um espaço reservado para os games. O casal investiu mais de R$ 10 mil reais na montagem de uma sala especialmente para jogar. O cômodo é climatizado e confortável. Cada um tem o seu computador. Além de máquinas potentes para atuarem com a rapidez necessária para o bom andamento dos jogos, lá também tem fones de ouvido especiais, televisão, entre outros equipamentos. “Na tv, assistimos pela internet campeonatos de games. O mouse tem um clique bem preciso, é muito bom para jogos de tiros, e tem um formato que não cansa as mãos e o punho. Ele tem botões laterais que são usados como atalhos nos jogos. O mousepad também é específico para acompanhar a velocidade do mouse”, descreve Mariana. O casal joga praticamente todos os dias, geralmente à noite, por causa do trabalho. “Às vezes jogamos juntos, às vezes não. Depende da disponibilidade de cada um. Mas sempre tem algum amigo online para jogar com um ou com o outro”, diz Thiago.

Em relação aos games, eles só divergem em um aspecto: ele gosta muito de consoles, Mariana prefere o computador. Eles contam que começaram a jogar ainda crianças, e que herdaram a paixão dos pais. “É praticamente uma herança cultural que recebemos das nossas famílias, algo que vem sendo passado entre as gerações”, afirma Thiago. Ele conta que até mesmo a avó tinha o hábito de se divertir com clássicos como Super Mario Bros e Bomberman. Thiago se orgulha de ter conhecido vários jogos, nos mais diversos equipamentos, desde a época do Dynavision, console lançado em 1989. Já Mariana conta que joga desde que começou a ter coordenação motora. “Via meu pai jogando um videogame antigo e ficava vidrada”, diz. Mariana destaca, entreanto, que apesar de serem aficcionados pelos games, nunca deixaram as responsabilidades de lado. “Sempre estudamos muito, trabalhamos bastante. Jamais permitimos que o nosso hobby atrapalhasse a nossa rotina de compromissos”. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo