Sem categoria

Advogado de Dirceu diz que procurador-geral reconhece falta de provas contra o réu

A defesa do ex-ministro José Dirceu criticou uma declaração feita nesta sexta-feira (31) pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, sobre o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF). Gurgel afirmou que os votos dos integrantes da Corte representam uma “guinada”, pois permitem a aceitação de “provas mais tênues” para punir acusados de crimes contra a administração pública. A fala de Gurgel foi interpretada pelo advogado José Luis Oliveira Lima como uma confissão de que faltam provas para condenar o petista. De acordo com o defensor, “mais uma vez o procurador-geral da República assume a inexistência de provas contra o ex-ministro José Dirceu. É constrangedor deparar com uma declaração do chefe do Ministério Público Federal pedindo a condenação com base em provas tênues”. “A condenação sem provas, desrespeita o devido processo legal, o contraditório, a carta magna. Condenar sem provas, não reflete a história do Supremo Tribunal Federal”, acrescentou o advogado de Dirceu. Informações da Folha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo