Cotidiano

Advogado de Cerveró pode ser preso após ser incluído na lista da Interpol

EDSON RIBEIROO advogado do ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, foi incluído na lista da Interpol após autorização do ministro Teori Zavascki. Edson Ribeiro teve ordem de prisão decretada na quarta-feira (25), quando o banqueiro André Esteves e o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) foram presos e pode ter seu mandado de prisão cumprido a qualquer momento.

O advogado chegou a ser localizado nos Estados Undios, mas não pôde ser preso porque era aguardada a inclusão do seu nome na lista da polícia internacional. Ribeiro é suspeito de colaborar com Delcídio, líder do governo no Senado, na tentativa de intervir na delação de Cerveró ao Ministério Público, para que ele ocultasse o nome do senador petista e do presidente do BTG Pactual.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirma que R$ 50 mil mensais prometidos a Nestor Cerveró seriam repassados à família do ex-diretor mediante um “acordo dissimulado” entre Ribeiro e Esteves. Parte dos valores prometidos ao ex-diretor seria repassada, a partir de honorários advocatícios pagos pelo banqueiro. Delcídio teria prometido também mais R$ 4 milhões em honorários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo