Cotidiano

Advogada filmada agredindo e ofendendo pessoas em padaria é denunciada pelo MP

A advogada Lidiane Brandão Biezok, filmada agredindo e ofendendo funcionários e clientes de uma padaria em São Paulo, foi denunciada pelo Ministério Público (MP-SP) à Justiça, na segunda-feira (30). No documento, a promotora Martha de Camargo Duarte Dias acusa a mulher de injúria racial, lesão corporal e homofobia. A decisão de aceitar ou rejeitar a acusação caberá à juíza Carla de Oliveira Pinto Ferrari, da 20ª Vara Criminal, no Fórum da Barra Funda.

O caso aconteceu no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, mas ganhou repercussão dois dias depois. Na ocasião, ela foi presa em flagrante pela Polícia Militar, mas foi solta para cumprir prisão domiciliar. A padaria Dona Deôla, onde o caso ocorreu, se pronunciou contra a situação e classificou o episódio como “repugnante”.

Após o caso ser divulgado, a mulher se defendeu e afirmou que sofre de depressão e bipolaridade grave e que não foi homofóbica. Ela disse que perdeu o controle por ter misturado remédios e álcool. Ainda segundo a suspeita, ela teria laudos médicos que comprovam o quadro psicológico e contou que não exerce mais a profissão de advogada por causa dos problemas de saúde.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar