BrasilGeral

Adolescente se torna a mulher mais jovem a dar volta ao mundo sozinha

Zara Rutherford se tornou a mulher mais jovem a dar volta ao mundo, sozinha. Na quinta-feira 20, a piloto belgo-britânica, de 19 anos, completou o percurso de mais de 50 mil quilômetros (km) em um avião ultraleve.

O desafio, que durou cinco meses, terminou no Aeroporto Internacional Kortrijk-Wevelgem, na Bélgica. Inicialmente a viagem duraria apenas três meses, mas precisou ser estendida por mais dois meses devido ao mau tempo. Desde 18 de agosto de 2021, Zara fez mais de 60 paradas em cinco continentes.

Depois de pousar, a jovem se enrolou nas bandeiras da Bélgica e do Reino Unido. “Tudo parece louco, eu ainda não consegui processar. Estou feliz de ter topado o desafio de 51 mil km”, disse Zara a repórteres. “A parte mais difícil foi na Sibéria. Estava extremamente frio e, se o motor falhasse, eu estaria a horas de um socorro. Não sei se sobreviveria”.

Com sua conquista, Zara quer inspirar outras garotas a atuar em áreas predominantemente masculinas além da aviação, como engenharia, matemática, ciência e tecnologia.

“Quero muito falar para as pessoas sobre minha experiência e encorajá-las a fazer algo louco com sua vida. Se você tiver chance, vai nessa”, afirmou a piloto, em entrevista coletiva.

Antes de Zara Rutherford, o recorde da mulher mais jovem a dar volta ao mundo pertencia à americana Shaesta Waiz, com 30 anos na época (2017). O homem mais jovem a bater esse mesmo recorde foi Mason Andrews em 2018 — com apenas 18 anos na época.

Revista Oeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo