BrasilGeral

ACM Neto ironiza frase de Wagner e alfineta: “Se alguém foi apressado e comeu cru foram eles”

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), rebateu a frase do senador Jaques Wagner (PT) sobre quem é “apressado come cru”. O petista proferiu o comentário após caciques do DEM e o próprio ACM Neto sinalizarem que o partido saiu forte após o segundo turno da eleição de 2020 em Feira de Santana (BA) e Vitória da Conquista (BA).

“Imaginem vocês: o PT governa a Bahia há 14 anos. Jaques Wagner é senador da República. E a melhor frase que ele pôde produzir depois da eleição foi ‘apressado come cru’. Para um cara que é senador, ex-governador de um partido que governa a Bahia há 14 anos?”, rebateu ao ser questionado sobre o assunto  na coletiva de imprensa da inauguração da decoração natalina do Campo Grande, em Salvador, nesta segunda-feira (30). “Se alguém aqui na Bahia foi apressado e comeu cru foram eles que acharam, logo depois do primeiro turno, que já tinham ganho Feira e Conquista no primeiro turno. Perderam nas duas”.

“Jaques Wagner é senador da República. E a melhor frase que ele pôde produzir depois da eleição foi ‘apressado come cru'”
(ACM Neto)

O democrata afirmou que o PT acirrou a disputa no segundo turno da eleição. “Quem transformou o segundo turno num enfrentamento comigo não fui eu. Não quero falar em nomes aqui, não acho que seja necessário. Tenho procurado manter uma relação muito boa com o governador [Rui Costa], especialmente em função dos cuidados com a pandemia. Se tem uma coisa que eu sei é perder. Quando a gente perde, a gente deve ter no mínimo a humildade de reconhecer quem ganhou. Eles têm essa capacidade. Acho que esqueceram o que é isso”, continuou.

“Tem que ter um pé no chão. Hora nenhuma eu tratei de 2022. Agora, vocês acompanharam as eleições no primeiro e segundo turno. E no segundo turno acabou havendo uma polarização, que opôs de um lado o PT e o governador e do outro o meu grupo político. E nós ganhamos nas duas [cidades]. O mínimo que deve se imaginar é que tenho o direito de comemorar. Se eu tivesse perdido, estaria reconhecendo a derrota e, segundo, desejando todo o sucesso aos vencedores”.

“Passada a eleição, os prefeitos Bruno Reis, Colbert Martins e Herzem Gusmão vão ter que governar para todos. Bruno não vai ficar olhando o retrovisor e pedindo o título de eleitor para saber quem votou ou não nele. Assim foi o que eu fiz desde 2013. O que eu fiz foi comemorar e, segundo, trabalhar. Quem ganha deve comemorar e quem perde deve ter a decência de reconhecer a derrota e desejar sucesso ao vencedor. Não ouvi palavra nesse sentido de uma só pessoa do PT na Bahia. A gente tem que ser bom ganhador ou bom perdedor”, finalizou.

Neto ressaltou ainda que recebeu ligações de lideranças políticas de todo o Brasil reconhecendo o crescimento do Democratas, que agora comanda quatro capitais e pode governar a quinta após a eleição em Macapá (AP). “O democratas foi o partido no Brasil que fez o maior número de prefeitos comparado com 2016”.

Em entrevista à Rádio Metrópole, Wagner afirmou que mesmo com os resultados desfavoráveis ao PT, não é motivo para que opositores possam comemorar o sucesso eleitoral de 2020 com foco em 2022. “Ao mesmo tempo, acho que alguém está comemorando precipitadamente. Aí vale, apressado come cru”, criticou.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar