Bahia

Acidente deixa cinco mortos e quatro feridos na BR-324

Entre as vitimas estão duas crianças, caminhão atravessou canteiro central e bateu com Zafira.

Acidente deixa cinco mortos e quatro feridos na BR-324
(Foto: Thiago Freire/CORREIO)

Um acidente na BR-324 deixou cinco mortos e quatro feridos no final da manhã desta segunda-feira (30). De acordo com informações da Central de Polícia, um carro, modelo Zafira, bateu de frente com um caminhão em frente ao posto fiscal da receita federal, na altura do km-595, próximo ao município de Candeias, no sentido Salvador. Entre as vítimas fatais estão duas crianças.

O caminhão, da empresa Aelio truck, com sede em Itabaiana, atravessou o canteiro central e bateu no Zafira, que seguia no sentido Salvador. O Zafira estava com sete ocupantes, entre eles, as duas crianças.

Equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), da concessionária Via Bahia, que administra a rodovia, e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram enviadas ao local para realizar o resgate. Uma faixa da vai no sentido Salvador foi interditada.

Veja mais

Cantor do The Voice Brasil morre em acidente em rodovia de SP

Corpo de criança é encontrado em decomposição em Santa Teresinha

A nova droga nas baladas europeias… é uma que você quem sabe até já tomou hoje

Os feridos foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE) e Hospital do Subúrbio. Até o momento, não há informações a respeito do estado de saúde dos feridos. Um helicóptero foi utilizado para transportar as vítimas.

As vítimas identificadas foram identificadas por: Edvaldo Carneiro de Oliveira Jr, 29 anos, motorista do caminhão, que foi  socorrido pro Hospital do Suburbio; George de Jesus Bernardes, 39 anos, motorista do Zafira, que morreu no acidente; Adailton Conceição de Almeida, 22 anos, e Augusta Sena de Almeida, que foram encaminhados para o HGE. Com informações do Correio24h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo