Geral

Abraham Weintraub pode deixar comando do MEC em 2020

Atual ministro da Educação, Abraham Weintraub, pode sair do cargo em 2020. Segundo o blog BR Político, do Estado de S.Paulo, a motivação seria a saída de nomes importantes da pasta.

De acordo com a publicação, o presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep) do MEC, Alexandre Lopes, não trabalha desde a semana passada. Ele está sendo substituído em eventos e coletivas por Camilo Mussi, diretor de tratamento e disseminação de informações educacionais do Inep. Lopes também deve emendar férias e recesso de fim de ano.

Weintraub entra de férias nesta sexta-feira (13), emendando com os recessos. Muitos acreditam que o ministro não deve retornar à pasta no próximo ano. Nesta quinta-feira (12), segundo o blog, sua principal assessora, Priscila Costa e Silva, foi exonerada.

Na semana passada, dois coordenadores da área de Alfabetização da pasta, Renan Sargiani e Josiane Toledo Silva, também deixaram o MEC. Segundo fontes do BR Político, Weintraub é malvisto por dois auxiliares próximos ao presidente Jair Bolsonaro: o ministro Paulo Guedes, da Economia, e o secretário-geral da Presidência, Jorge Antonio de Oliveira Francisco, que julgam suas polêmicas como desnecessárias e prejudiciais ao governo.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar