Cotidiano

Abílio Santana nega acusações de suposta amante sobre filha fora do casamento

Acusado de ter uma filha fora do casamento e ter sugerido mãe abortasse o bebê quando soube da gravidez, o pastor e deputado federal pela Bahia, Abílio Santana (PL), divulgou nota de esclarecimento em que afirma que “é improcedente e uma calúnia a afirmação” sobre o caso. A informação veio a tona na semana passada, em reportagem publicada pelo portal Metrópoles. 

A reportagem narra que foram oito meses de relacionamento entre Letícia Mariane e o pastor parlamentar. A esteticista contou que o caso aconteceu em 2012, quando ela era assessora dele e quem o acompanhava durante os cultos que Abílio fazia em São Paulo.

O deputado nega a versão dada pela mulher. “Não procede a informação que Letícia Mariane integrava minha equipe de trabalho. Ela nunca foi minha assessora. Conheci Letícia na Avenida Conde de Sarzedas, Shopping dos Crentes, em São Paulo, quando ela veio me oferecer anúncio de uma revista na qual trabalhava”, diz a nota.

“Até onde tenho conhecimento, ela é casada e a criança é registrada pelo marido. A criança tem pai reconhecido por lei. Jamais me negaria a fazer o exame de DNA. Nego veementemente as acusações que tentei interferir em processos judiciais referente à reconhecimento de paternidade. Também nunca fui notificado sobre qualquer processo movido por ela”, diz a nota de Abílio Santana.

Outro ponto negado pelo deputado baiano é o pedido de aborto. “É absurdamente mentirosa e caluniosa a acusação proferida por Letícia sobre o pedido de aborto. Jamais faria isso, sou um homem de Deus e contra o assassinato de qualquer ser humano. Nunca fui homem de fugir das minhas responsabilidades e lamento ser alvo de ilações dessa magnitude”, disse.

Por fim o deputado afirma que a assessoria jurídica está a frente do caso e tomará todas as medidas cabíveis.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo