Cidades

Abdelmassih é indiciado por mais 37 estupros e vítimas sobem para 74

ROGER ABDELMASSIHO ex-médico Roger Abdelmassih, de 72 anos, foi indiciado pela Polícia Civil de São Paulo pela suspeita de ter cometido mais 37 estupros, além de manipulação genética irregular, contra pacientes, entre 1990 e 2008. Ele está preso em Tremembé, no interior do estado, onde cumpre uma condenação de 181 anos por ataques sexuais a também 37 clientes, dentro do mesmo período.

Somando as vítimas de Abdelmassih, o número chega a 74 mulheres. De acordo com o G1, com informações obtidas no relatório final da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), ainda consta o pedido prisão preventiva à Justiça “para garantia da ordem pública”. Isso significa que se a solicitação for aceita, ele permanecerá preso até um eventual julgamento.

No novo inquérito, que começou em 2009, as mulheres acusam Abdelmassih de abuso sexual e irregularidades médicas. Todas as pacientes desejavam tratamento de fertilização “in vitro” para engravidar. Pelo menos 30 delas afirmam ter sido beijadas e acariciadas à força.

A Justiça condenou Abdelmassih, em 23 de novembro de 2010, a 278 anos de reclusão, considerando 48 ataques a 37 vítimas, entre 1995 e 2008.

Leia mais

Temer discute dívida dos estados com governadores nesta segunda

Com baixa procura por ingressos, show de Pablo é cancelado em Ipiaú

Bolsonaro vira réu no STF por fala contra Maria do Rosário

Carlos Alberto detona Globo por ter deixado Chico Anysio na ‘geladeira’

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo