Cotidiano

A pedido de Feliciano, comissão da Câmara vai ouvir nove "ex-gays"

FELICIANOA Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, composta em sua maioria por parlamentares considerados conservadores, propôs uma audiência pública para ouvir nove pessoas que teriam mudado a orientação sexual com o tempo, deixando de ser homossexuais. A proposta, de autoria do Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), foi aprovada na comissão por 10 votos a 6 e ainda não tem data para ocorrer. Como justificativa, Feliciano afirma que os chamados “ex-gays” são alvos de discriminação e apontados, por seus antigos “pares homossexuais”, os companheiros, como fingidores e, os heterossexuais, dizem que eles estariam se “dissimulando”. “Assim, os homossexuais e os heterossexuais consideram os ex-LGBTTs mentirosos, dissimulados e até mesmo doentes mentais”, afirmou o parlamentar. Dos nove convidados a participar da audiência, cinco são homens e quatro mulheres. O grupo é composto por três pastores, um cantor evangélico, uma missionária, uma psicóloga e um estudante de psicologia. Para o deputado, programas de TV vêm tratando os ex-homossexuais como pessoas caricatas e que enganam a sociedade, sobretudo os seus respectivos cônjuges.
 
Veja também
Compartilhe: Refém da regulação, família clama por transferência de criança do Regional para Salvador
Rio Real: Polícia prende sete por crimes de tráfico e roubo de cargas
31ª Zona eleitoral esclarece duvidas de eleitores Tancredense..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo