Geral

86% das prefeituras baianas não terão caixa para quitar 13º salário, "prefeito vai ser xingado" Diz Carlinhos

Foto: Leandro Almeida -
Foto: Leandro Almeida –
Más notícias para a maioria dos 417 municípios baianos. Reunidos nesta quinta-feira, 17, em Guarajuba, mais de 300 prefeitos previram um cenário financeiro para o fim de ano desalentador: 86% dos municípios não terão condições de pagar o 13º salário, segundo a presidente da UPB e prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria.
O pior é que as saídas articuladas geram mais expectativas simbólicas do que efetivas: eles dizem que, da mesma forma que o povo bate nas portas deles, vão bater na porta do governador Rui Costa.
Os prefeitos dizem que já vivem sufocados. E, com a crise e a consequente queda da arrecadação, irão para a insolvência.
O prefeito de Mutuípe, Luiz Carlos Silva, o Carlinhos do PT, diz que prefeito vai ser xingado ‘ou por não pagar ou deixar de fazer’. O da rica Camaçari, Ademar Delgado (PT), amola a caneta para cortar R$ 43 milhões, em contratos e contingenciamento.
Em suma, o Natal 2015 vai ser infeliz.
Paupério tranquilo
Embora a saída de Alexandre Paupério da Secretaria de Gestão seja dada como certa, ele se diz tranquilo e mantém a agenda de trabalho normalmente.
Acusado pelo Ministério Público de envolvimento no desvio de R$ 39,4 milhões da Secretaria da Educação de Salvador, entre 2009 e 2012, ele assiste ao silêncio público sepulcral dos aliados, mas diz que tem recebido diversas mensagens de apoio.
– É meu interesse e de minha família esclarecer todas as questões apontadas pelo MP. O local adequado para isso é a Justiça.
Justa decisão
Nem sempre se faz justiça na Justiça, mas algumas decisões são ululantemente justas. Uma delas é a liminar que suspendeu a obrigatoriedade do cartão para pessoas com mais de 65 nos ônibus de Salvador.
A decisão, aliás, deveria ser estendida a outros órgãos. Um caso emblemático: o radialista Ruy Botelho, embora visivelmente deficiente físico, foi multado pela Transalvador por ter ocupado uma vaga de deficiente físico no Shopping Barra sem ter carteira de deficiente físico.
É o cúmulo da burocracia.
“Vamos parar com esse conto da carochinha que vocês e o pessoal lá de Curitiba querem contar para a população. Empreiteira pagar propina a agentes públicos e políticos como percentuais em cima de obras, a gente está vendo aqui, é mais velho que nossa democracia”
 
Jorge Solla, deputado federal do PT, ao entregar na CPI da Petrobras documentos que seriam provas do pagamento de propina da Odebrecht para políticos.
Acorda Dilma
Petista de carteirinha, Edval Passos entrou no time dos indignados com o pacote de Dilma. No Face, ele chamou de ‘absurdas e insanas’ as medidas que cortam 30% do Sistema S (Sebrae, Senai/Sesi, Senac/Sesc e Senar).
Com o título Acorda Dilma, ele diz que o pacote enfraquece o empreendedorismo de pequeno porte e atrasa a competitividade do Brasil.
Os últimos gedelistas
Indicados por Geddel, Juvenal Maynart e Virgínia Hage, respectivamente superintendentes da Ceplac e do Ministério da Agricultura na Bahia, foram exonerados nesta quinta-feira, 17.
A dupla estava nos cargos desde outubro de 2011 e sobreviveu ao rompimento de Geddel com o governo graças ao bom trabalho desempenhado.
Juvenal diz que sai, mas continua comprometido com as questões do cacau:
– Claro que estou na causa, agora do outro lado da mesa, livre para voar.
Surpresa ao inverso — Geddel disse ontem que as exonerações não lhe surpreenderam, muito pelo contrário:
– Eu fiquei surpreso ao inverso: por que demoraram tanto de exonerar? Há muito tempo que Juvenal e Virgínia colocaram os seus cargos à disposição.
Vitória médica
Robson Moura, presidente da Associação Bahiana de Medicina, está soltando foguetes para o recuo do governo no decreto que regulava a formação de especialistas no Brasil, alvo de intensa polêmica entre entidades médicas
– Foi uma vitória da medicina brasileira em prol da melhor qualificação do médico.
O projeto anterior criou o Cadastro Nacional de Especialistas, encurtando o prazo para a especialização, o que levou os médicos a qualificarem a medida de autoritária.
Como Hércules
O grupo de parlamentares de oposição e de parte do PMDB que lançou o movimento Basta de Imposto não quer conversa com Dilma. Alguns, como Lúcio Vieira Lima (PMDB), dizem que muitos votaram no primeiro ajuste fiscal e que a ação atabalhoada do governo federal não merece atenção.
– Eu vou trabalhar feito Hércules para derrubar a CPMF. Este governo quer jogar a responsabilidade da crise no colo do Congresso. Não topamos isso.
Traídos no baile — Na real, Lúcio e outros oposicionistas baianos, como José Carlos Aleluia, Cláudio Cajado, Paulo Azi e Elmar Nascimento, votaram no primeiro ajuste a pedido de ACM Neto, que atendeu a apelo de Michel em troca da liberação do BRT.
Deram o voto e Neto ficou a ver navios.
POUCAS & BOAS
A Ambev reúne a imprensa nesta sexta-feira, 18, (12h) no Restaurante Pereira (Pituba) para apresentar as ações de conscientização para o consumo responsável de bebidas alcoólicas em Salvador, Feira e Conquista.
O evento faz parte da programação do Dia de Responsa, quando a Ambev mobiliza funcionários em todo o mundo para irem a bares orientar garçons a não venderem bebidas alcoólicas a menores.
O Hospital Juliano Moreira realiza nesta sexta-feira, 18, o 10º Colóquio de Residência Clínica de Psicologia e Saúde Mental, parceria da Ufba com a Sesab. Psicólogos, profissionais e estudantes vão debater Crise e cuidados em saúde mental.
A Assembleia realiza na segunda (15h) sessão especial em homenagem ao Dia de Luta da Pessoa com Deficiência. A iniciativa é das Comissões de Direitos da Mulher e Direitos Humanos, presididas por Fabíola Mansur (PSB) e Marcelino Galo (PT).
A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado realiza nesta sexta-feira (9h), na Assembleia audiência pública para debater o projeto da terceirização. O senador Paulo Paim (PT-RS), presidente, estará lá.
O superintendente da PRF na Bahia é o inspetor Virgílio Tourinho e não Vicente, como dissemos. Foi erro sobre erro. (Luiz Fernando Lima)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo