BrasilGeral

“40 milhões de brasileiros em situação difícil, o presidente é obrigado a decidir alguma forma de auxiliar essa gente”, diz Mourão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nesta sexta-feira (12), que o governo federal não pode ser “escravo” do mercado financeiro ao decidir sobre a extensão do auxílio emergencial. Em declaração feita a jornalistas no Palácio do Planalto, o general do Exército Brasileiro afirmou que o governo tem buscado soluções para a retomada do benefício.

“A gente tem 40 milhões de brasileiros que estão numa situação difícil. A gente ainda continua com a pandemia. Então o presidente é obrigado a decidir alguma forma de auxiliar essa gente. Se ele disser que vai auxiliar, ele vai tomar pau. Se ele disser que não vai auxiliar ele vai tomar pau também”, destacou Mourão ao Poder 360.

Para o vice, há apenas duas formas de estender o auxílio emergencial: “Ou você faz um crédito extraordinário, que seria o tal orçamento de guerra, ou você corta no nosso Orçamento para atender as necessidades. Não tem nenhuma outra linha de ação fora disso”, declarou.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo