Bahia

23 casos de malária são confirmados em Wenceslau Guimarães

Um novo paciente foi internado com malária em Wenceslau Guimarães, a cidade passa por um surto localizado da doença. A informação foi confirmada através do prefeito da cidade, Carlos Alberto Liotério, na manhã desta segunda-feira (22).

O gestor municipal disse, ainda, que 23 casos da doença estão confirmados no município. Uma pessoa morreu com a doença.

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) so possui o registro de apenas oito casos, mas que, nesta segunda-feira (22), deve divulgar uma atualização com o boletim da doença.

De acordo com o prefeito, o paciente que registra o mais novo caso é de Presidente Tancredo Neves, cidade a cerca de 26 quilômetros de Wenceslau Guimarães. Ele passou a ter sintomas da malária após ir até a localidade de Chico Lopes, que fica em Wenceslau Guimarães.

“Ele tem uma pessoa com a qual se relaciona, e ela mora lá em Chico Lopes, uma localidade daqui [Wenceslau Guimarães] que está com o surto da malária. Ele foi visitá-la na semana passada e depois passou a ter os sintomas. Ao procurar o médico, ele disse que tinha vindo aqui [em Wenceslau Guimarães] e o médico pediu o exame, que confirmou a malária. Ficamos sabendo do caso no sábado [20]”, explicou Liotério.

Nove pacientes foram transferidos para outros hospitais do estado. “Cinco foram transferidos para a Santa Casa de Misericórdia de Valença, duas crianças foram levadas para o Hospital Manoel Novaes em Itabuna, outra criança está no Hospital Irmã Dulce, em Salvador, e uma senhora foi para o Hospital do Cacau, em Ilhéus”, detalhou.

A malária é uma doença infecciosa causada pelo parasita Plasmodium. É transmitida pela picada do mosquito de gênero Anopheles ou por contato pelo sangue, como o compartilhamento de seringas. Os sintomas incluem mal-estar, calafrios, seguido de suor intenso e prostração. No caso do plasmodium do tipo falciparum, pode ocorrer uma grave anemia, potencialmente fatal. Com informações site SulBahia1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo