Banheiros com tamanhos P, M e G

Dicas das arquitetas Denise Barretto e Nicole Finkel atendem aos diferentes estilos e metragens, resultando em espaços revigorantes e contemporâneos


Projeto da arquiteta Denise Barretto | Foto: Rômulo Fialdini

Responsáveis pelos momentos mais refrescantes do dia, banheiros e salas de banhos, independentemente do tamanho que tenham, podem se tornar verdadeiros templos de relaxamento e bem-estar. Basta planejamento para que os ambientes atendam os desejos de diferentes perfis de família. Para ajudar nesse assunto, as arquitetas Nicole Finkel do escritórioNicole Finkel Arquitetura, e Denise Barretto, do escritório Denise Barretto Arquitetura, reuniram dicas valiosas para cômodos pequenos, médios e grandes.

 

A importância do projeto

O que poderá conter o ambiente? Cabe acrescentar um segundo chuveiro dentro do boxe? É possível ter duas cubas numa única bancada? Essas e outras perguntas serão respondidas pelo projeto depois que o arquiteto conhecer o local e fazer uma longa entrevista com os usuários do ambiente. Isso porque é imprescindível conhecer o estilo e modo de vida deles, desvendar os hábitos, os hobbies e as expectativas de cada um. Em seguida, o profissional se encarregará de definir as medidas do cômodo a fim de desenhar o layout e detalhar minuciosamente metais, louças sanitárias, mobiliário, acabamentos, etc.

 

Banheiros pequenos: o que não pode faltar?

Projeto da arquiteta Nicole Finkel | Foto: Graziella Widman

Em ambientes enxutos, principalmente, um bom planejamento é indispensável, fazendo com que tudo seja equacionado na área disponível. Na maioria das vezes, o projeto faz escolhas para otimizar espaço, como trocar o bidê por uma ducha higiênica, mais compacta. Abrir mão de dispor de dois chuveiros e duas cubas também é uma maneira de evitar aperto. Confira outras dicas da arquiteta Nicole Finkel para cômodos com metragem reduzida.

 

  • Eleger uma paleta clara auxilia na hora de garantir amplitude. Para essa finalidade, o espelho também é um importante aliado fazendo que o lugar pareça ser maior do que realmente é;
  • Vale aproveitar toda a extensão das paredes. Por isso, que tal usar nichos ou prateleiras? Mas Nicole alerta para o cuidado com a profundidade das peças evitando que elas ocupem um lugar grande demais;
  • Não dispense nenhum cantinho. Opte por portas de correr não somente para acessar o banheiro, como também em boxes e gabinetes;
  • Dê preferência às bacias sanitárias com tamanho compacto;
  • Cubas de semiencaixe são ideais para ser instaladas nos banheiros pequenos, pois permitem dispor de bancadas mais estreitas.

 

Banheiros médios: mais possibilidades à disposição

Projeto da arquiteta Nicole Finkel | Foto: Mariana Orsi

Em um banheiro médio, o projeto consegue oferecer mais elementos de bem-estar. Layouts otimizados rendem lugar para boxes maiores, na maioria dos casos, e os moradores podem lançar mão, inclusive, de dois chuveiros ou até de uma banheira. Veja outras recomendações da arquiteta Nicole Finkel.

 

  • O boxe pode ser mais espaçoso e dispor de uma abertura para fora, caso seja o desejo do morador;
  • Se o banheiro for utilizado por um casal é possível ter uma bancada maior com duas cubas, possibilitando que os dois usufruam o ambiente simultaneamente;
  • Uma metragem mediana possibilita ter uma banheira ocupando a mesma área do chuveiro, no boxe.

 

Banheiros grandes: os benefícios dos espaços generosos

Projeto da arquiteta Denise Barretto | Foto: Rômulo Fialdini

Um banheiro generoso é terreno fértil para a criatividade de um arquiteto. É possível transformá-lo em uma sala de banho bem equipada e repleta de atrativos para os moradores, como instalar uma TV na área do boxe. “Espaços com uma ótima metragem proporcionam boas doses de saúde e bem-estar sem precisar sair de casa”, afirma a arquiteta Denise Barretto, que listou algumas sugestões.

 

  • Para os amantes da tecnologia, vale apostar em um sistema de som e uma TV para curtir os programas prediletos;
  • Como o problema não é falta de espaço, a banheira não precisa ocupar a mesma área do chuveiro, no boxe. Vale pensar em uma forma criativa de separá-los sem perder a leveza e a integração do ambiente;
  • Cubas duplas, bancada generosa, espelho de uma ponta a outra são apenas alguns mimos mais que bem-vindos em salas de banho. Para completar, alguns projetos conseguem oferecer até mesmo um espaço para incluir uma penteadeira, sonho de muitas mulheres.

 

Sobre Denise Barretto

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade Mackenzie e especializada em paisagismo pela FAU-USP, Denise Barretto já assinou inúmeros projetos nos segmentos residencial, comercial, hoteleiro e corporativo.

Com quase 30 anos de história, o ateliê que leva seu nome conta com uma equipe multidisciplinar de arquitetos, designers e parceiros diferenciados que ajudou a construir uma trajetória profissional sólida. Juntos, apostam na funcionalidade dos espaços e na integração entre áreas internas e o paisagismo como a base de projetos modernos e sofisticados. Denise e sua equipe estão sempre atentas aos detalhes de cada projeto, acompanhando desde a proposta personalizada de interiores até a finalização da obra.

O escritório é responsável pela imagem arquitetônica das lojas H.Stern, Chocolat du Jour, Baked Potato, Costume e Avon. Seus clientes corporativos são Brasif, Nacional de Grafite, Radisson e Sheraton. Tem obras em várias partes do Brasil e do mundo.

 

Denise Barretto Arquitetura

(11) 3078-6963

www.denisebarretto.com.br

@barrettodenise

 

Sobre Nicole Finkel

Arquiteta e Urbanista, formada pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, em 2000 com especialização na Universidade de Cornell, College of Architecture, Art & Planning em Ithaca, estado de Nova Iorque – EUA. Nicole Finkel está há 15 anos desenvolvendo projetos residenciais e comerciais, na qual ela coloca como prioridade atender as expectativas de cada cliente.