Profilaxia é fundamental para manter a saúde bucal

Embora seja muito importante a prevenção da saúde bucal, muitos só procuram um especialista quando o problema está evidente.


Foto https://pixabay.com/pt/photos/dentista-dor-428646/

A profilaxia, medidas para prevenir doenças, inclui todo o processo de prevenção a doenças buscais. Na odontologia, o termo é bastante significativo, visando a realização de consultas preventivas. Nestas, podem ocorrer procedimentos como limpeza, aplicação de flúor, restaurações e outros.

Porém, a realidade no Brasil está ainda bem distante da conceituação sobre a importância da prevenção. Muitos brasileiros costumam procurar um consultório odontológico apenas quando percebe algum problema na boca.

Visitas regulares ao dentista é de muita importância para saúde bucal

Profissionais do mundo inteiro têm um consenso em comum, de que a visita regular ao consultório odontológico é muito importante. Muitas pessoas realizam exames de rotina anualmente, porém, não dão tamanha importância à saúde bucal.

Prevenir ou atenuar doenças, profilaxia, é uma precaução para que doenças bucais não se instalem e causem danos diversos á saúde. Não basta apenas investir em cuidados em casa, como escovação, uso de fio dental, enxaguantes bucais e limpador de língua.

A limpeza dentária deve ser realizada por um profissional para total higiene da boca, a fim de prevenir e tratar diferentes problemas bucais. É importante ter a consciência de que esses procedimentos preservam também os dentes contra perdas, bem como diversos problemas de saúde humana.

Higienização caseira é importante, mas não exclui visitas ao dentista

Como já mencionado, manter os cuidados com a boca em casa é muito importante, porém, não exclui a importância das visitas ao dentista. É válido frisar que o profissional especializado irá efetuar uma limpeza profunda, que deve ser realizada a cada 6 meses.

Adquirir esse hábito, de visitas ao dentista regularmente, pode-se prevenir que bactérias se alojem na boca, o que acaba acometendo outros órgãos. Essas bactérias podem cair na corrente sanguínea, atingindo assim, o pulmão e o coração. Fora que, sem o procedimento realizado por um profissional qualificado, o risco de tártaros, cáries e outras doenças periodontais, é grande.

Embora a profilaxia seja difundida, inclusive, em escolas, a maioria das pessoas não a pratica. Muitos ainda têm em mente que basta manter uma boa escovação, com uso de itens de higiene bucal, como o fio dental, que já é suficiente para prevenção de doenças.

Profilaxia é realizada em consultório, mas deve ser continuada em casa

Após a realização de procedimentos necessários no consultório odontológico, é muito importante manter hábitos em casa a fim de auxiliar na manutenção da saúde bucal. Entre eles, escovar os dentes após um tempo da ingestão de alimentos. Profissionais enfatizam a importância desse tempo, para que não prejudique assim, o esmalte dental.

Foto: https://pixabay.com/pt/photos/m%C3%A9dico-m%C3%A9dica-medicina-sa%C3%BAde-563429/

Falta de plano odontológico é principal fator para que as pessoas se afastem de consultórios odontológicos

Uma pesquisa divulgada no G1, em 2016, apontou que 20% dos brasileiros não procuram atendimento odontológico preventivo por falta de dinheiro. Isso ocorre por não terem um plano odontológico e, quando precisam do atendimento, não dispõe do valor para determinado procedimento ou encontram dificuldades de acesso ao dentista público.

Essa pesquisa ainda aponta que 1/3 não conseguem concluir um tratamento devido a dificuldade do agendamento. Porém, a maioria dos brasileiros sequer procuram uma operadora de plano odontológico para se informar sobre o valor da mensalidade.

É importante que a população se atente a esse quesito, já que as mensalidades costumam ter um custo a partir de R$ 22,00, em média. Além disso, quem contrata um plano familiar, consegue melhor custo e benefício.

Vale se atentar ao fato das coberturas inclusas, já que procedimentos simples são mais em conta. Além disso, é importante se atentar que alguns dos procedimentos contam com cobertura de 50% sobre o valor total. Mas como esses custos variam, vale a pena cotar com diferentes operadoras.

Por: Andreia Silveira, colaboradora do site PlanodeSaude.net.