Funcionários do Hospital de Mutuípe seguem com salários atrasados


Vencimentos de novembro e dezembro ainda não foram pagos.

Os salários dos funcionários do Hospital e Maternidade Clélia Chaves Rebouças em Mutuípe seguem atrasados, aos oito dias de janeiro, os que trabalham no local não receberam vencimentos de novembro e dezembro de 2017.

Denunciado pelo Mídia Bahia, em 21 de dezembro, o 13° salário foi quitado assim que o caso se tornou público.

Os funcionários do hospital que recebem o parcelamento de uma dos salários referente ao ano de 2016, restando ainda quatro parcelas.

É de conhecimento da população que a principal casa de saúde de urgência e emergência de Mutuípe passa por dificuldades e essa penúria já dura muitos anos, o HCCR é filantrópico, sobrevive com repasses da SESAB, Secretária de Saúde do Estado da Bahia, em 2015 o montante repassado era cerca de R$ 300 mil por mês, atualmente não se sabe quanto é o valor, nem o que motiva os atrasos.

Duas tentativas de contato com a direção Hospital foram feitas, na primeira o telefone foi tirado do gancho, na segunda sequer a ligação foi atendida.