Deputado Zé Cocá atua para revitalizar o Distrito Industrial de Jequié


A maioria das empresas instaladas no Distrito Industrial de Jequié (DIJ) planeja ampliar os investimentos, gerando novos empregos e renda na região, aumentando a arrecadação do município e do estado, revela o deputado estadual Zé Cocá (PP), acrescentando que as deficiências de infraestrutura tem impedido esse processo. “Esse importante equipamento tem potencial para se tornar um dos três principais distritos industriais do Estado” disse Zé Cocá, que encaminhou indicação ao governador Rui Costa, reivindicando a revitalização do DIJ, com serviços de pavimentação, drenagem, aumento da segurança, iluminação, esgotamento sanitário e coleta de lixo, além da implantação de ciclovia para atender aos trabalhadores do distrito, que residem na região e se locomovem de bicicleta.

A revitalização do Distrito Industrial de Jequié foi discutida nesse fim de semana pelo deputado com empresários da região, em reunião realizada na Associação Comercial e Industrial de Jequié. Zé Cocá ouviu as demandas dos empresários, e assegurou que o governador Rui Costa tem muita atenção para com a região e todo interesse em apoiar seu desenvolvimento econômico.

O distrito conta hoje com empresas e órgãos instalados e quatro em processo de instalação, com previsão de investimentos da ordem de R$ 2 milhões e geração de 59 empregos diretos. As empresas em funcionamento empregam 5,7 mil funcionários, “mas esse número com certeza será ampliado com a revitalização do distrito”, afirma Zé Cocá.

O Distrito Industrial de Jequié foi inaugurado em 1973, localizado a sudeste da cidade, às margens do Rio de Contas, distando do perímetro urbano cerca de 500 metros. Interliga-se ao sistema viário nacional e regional através da BR-101 (Rio/Bahia) e da BR-330, que liga Jequié à zona cacaueira, e à BR-116. “Além das facilidades logísticas pela proximidade com Vitória da Conquista, Salvador, e com municípios do litoral, a exemplo de Ilhéus e Itabuna, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) vai cruzar o município, introduzindo oportunidades de expansão econômica”, assinala Zé Cocá, prevendo novos investimentos na região.