PF chama supostas candidatas laranja do PSL para depor


As mulheres que teriam atuado como candidatas-laranjas do PSL em Minas Gerais nas eleições do ano passado foram chamadas para depor pela Polícia Federal, informou o jornal O Globo.

 

A principal suspeita está no exterior. De acordo com um policial, ela deixou o país por medo, mas avisou que vai retornar ao Brasil para prestar os esclarecimentos.

 

O caso é apurado dentro de um processo preliminar. Pela lei, a PF só pode abrir inquérito sobre o assunto a pedido da Justiça Federal. 

 

No começo do mês, o jornal Folha de S. Paulo apontou que quatro candidatas do PSL de Minas Gerais teriam sido usadas como laranjas, em um esquema montado pelo Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que, na época, era presidente da sigla no estado. (Metro 1)