Ciro promete trégua a Bolsonaro: ‘Vamos dar um tempo e cobrar na sequência’


Terceiro colocado na disputa pela Presidência da República, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou que vai dar trégua ao governo do futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em entrevista ao jornal O Povo, ele disse que fará oposição “vigilante” e sem “ver o circo pegar fogo”, em alusão ao PT.

 

O pedetista também reiterou que não vai querer conversa sobre aliança na oposição a partir de 2019.  “Desejo muito que ele (Bolsonaro) acerte a mão, que ele possa fazer o melhor possível, porque o povo brasileiro está muito sofrido e, de nossa parte, vamos dar um tempo e cobrar na sequência”.

 

Ciro fez questão de afirmar que quer uma oposição baseada em ideias e não no “caudilhismo corrupto e corruptor”. Sobre fusão de ministérios, ele disse considerar um risco a criação de um superministério da Economia um risco, pois entrega o poder de planejar e controlar o orçamento na mão de uma pessoa só, no caso o economista Paulo Guedes, que não tem vivência no setor público. “Tomara que dê certo. Mas a probabilidade é pequena.” (Bahia Notícias)