Amargosa teve a segunda maior arrecadação estadual do Vale do Jiquiriçá em 2018

Mutuípe teve a 4ª maior arrecadação.


A Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (SEFAZ) publicou nesta terça-feira (08/01) o total da arrecadação anual realizada pelo Governo da Bahia nos 417 municípios baianos referente aos seguintes impostos: ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, IPVA – Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, ITD – Imposto sobre a Transmissão de Causa Mortis e por Doação de Quaisquer Bens e Direitos e Taxas Estaduais.

Segundo os dados divulgados pela SEFAZ ( Secretaria da Fazenda do Estado), o município de Amargosa localizado no Vale do Jiquiriçá foi o segundo município que mais arrecadou no ano de 2018 com um valor de 9, 706, 904, 46 ( nove milhões, setecentos e seis mil, 904 Reis e quarenta e seis centavos) um aumento de 22,1 com relação ao ano anterior.

Os números apresentados tem reflexo em virtude da sede do município possuir um comércio muito forte e que recebe pessoas de outras cidades da região por possuir três agências bancárias e a segunda maior população do Vale.

No caso dos municípios do Vale do Jiquiriçá, o melhor resultado é o de Amargosa na avaliação por habitante, já que o Governo do Estado arrecadou no município o valor total no ano de 2018 de R$ 9.706.904,46, o que representa R$ 253,72 por habitante (IBGE 2017), seguido de Maracás (R$ 243,74) e Jaguaquara (R$ 219,04). Os piores resultados são dos municípios de Cravolândia com apenas R$ 26,49 por habitante, seguido de Nova Itarana (R$ 28,37) e Irajuba (R$ 36,14).

Os vinte municípios que compõe o Território do Vale do Jiquiriçá aumentaram em 2018 a arrecadação dos impostos acima citados em 13,1% em comparação a 2017, enquanto a média de crescimento dos 417 municípios baianos no mesmo período foi de 10,7%