Programa “Criança Feliz” é lançado pela prefeitura de Mutuípe


A prefeitura de Mutuípe lançou na manhã desta terça-feira (10), o programa Criança Feliz,  cerimonia aconteceu na câmara de vereadores, e contou com a presença dos vereadores, secretários, coordenadores do programa, vice prefeito, da secretaria de assistência social, e do prefeito Rodrigo Maicon de Santana Andrade – Digão.

Crianças da Escola Maria Júlia e Ana Lúcia Magalhães, CRAS Cajazeiras e Bairro Santo Antonio, marcaram o evento com belíssimas apresentações.

Esse projeto é um programa que incentiva as famílias a cuidarem melhor das suas crianças, isso acontece através de visitas promovidas por assistentes sociais do Governo Federal, orientado essas famílias de como o tratamento deve ser feito, de como a amamentação deve acontecer e também de algumas dicas de nutrição infantil.

Tudo isso é importante para garantir que essas crianças tenham um crescimento mais adequado, fazendo com que o desenvolvimento infantil seja de melhor qualidade. Isso é fundamental para garantir com que o país se desenvolva com mais qualidade, já que crianças bem alimentadas, nutridas e também aconselhadas, tem uma perspectiva de vida melhor.

Além de tudo isso, esses assistentes sociais também promovem o acompanhamento das vacinas das crianças, assim, caso a família não esteja acompanhando o ciclo básico do SUS, os orientadores dão dicas e falam da importância de manter essas proteções em dia.

O Programa Criança Feliz dá dinheiro?

Não, esse programa não se trata de uma iniciativa de distribuição de renda. Esse programa só busca o acompanhamento das famílias mais de perto através da contratação de mais assistentes sociais. Assim, além de aumentar a fiscalização do programa e combater fraudes do bolsa família, será possível acompanhar e orientar melhor as famílias para que possuam um desenvolvimento humano mais acelerado.

O objetivo principal desse programa é conseguir promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância. Isso é possível com visitas periódicas dos profissionais de saúde e da vara da infância na casa dessa população mais carente.

Com esse programa, o Governo espera reverter um pouco o quadro bastante delicado que a situação da infância vem sendo tratada no Brasil.