Professores da rede municipal de Mutuípe paralisam as atividades dias 14 e 15 de maio

Categoria busca atualização do piso em 6,8%.


Os professores da rede municipal de ensino de Mutuípe, farão paralisação nos dias 14 e 15 de maio. Na segunda-feira (14), os educadores, acompanhados da APLB Sindicato, deverão usar a tribuna da câmara durante sessão ordinária.

Na sexta-feira (4), os professores estiveram reunidos no plenário Osvaldo Andrade do Nascimento e por volta de 11h da manhã, fizerem uma caminhada pelas ruas da cidade: “a luta é coletiva em busca de direitos garantidos por Lei.” Disse Railda Souza represente da APLB.

Os professores buscam a adequação do Piso Salarial, e reivindicam 6,8% de aumento. A categoria cobra reforma nas escolas; reclama do inchaço da folha de pagamento, devido a excesso de contratos; reclama-se a não concessão das progressões salariais previstas no plano; as mudanças de níveis, regulamentadas na tabela de remunerações do plano de carreira. Além disso, consta do plano de cargos e salários dos servidores que abril é data base de correções dos salários, e do reajuste das remunerações dos professores, conforme o índice de aumento do Fundeb.

LEIA TAMBÉM: SUS promove semana de Mobilização pela Saúde das Mulheres

Em entrevista a secretária de educação do município declarou: “O reajuste que é determinado pelo governo federal ele não condiz com os repasses feitos por esse mesmo governo ao município, o ano passado, foi assim, o aumento que a maioria dos municípios não conseguiu dar, a adequação do piso, Rodrigo deu essa adequação, e fez mesmo apartando as contas, pois é desejo da gestão  cumprindo com as normas, com as leis e também valorizando a categoria dos professores, que são merecedores do salário que recebem, quão bom seria se agente conseguisse além do piso, dar outros aumentos.” Disse Sonia Ferreira.