Pena de Lula é reduzida para 8 anos e 10 meses no caso do triplex

Lula poderá ser solto em agosto, após 17 meses de cumprimento da pena.


Três ministro do Superior Tribunal de Justiça formaram maioria pela redução da pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do triplex do Guarujá.

A defesa do ex-presidente recorreu ao STJ para tentar anular a condenação, mas os ministros acompanharam o voto do relator Felix Ficher que rebateu a tese da defesa de que a condenação se baseou apenas em delação e que não há provas.

Lula foi condenado em 2ª instância a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O 4º voto foi do Ministro Ribeiro Dantas, que também voltou pela manutenção da condenação, mas com redução da pena para 8 anos, 10 meses e 20 dias.

Com a nova condenação o ex-presidente poderá ir para o semiaberto, após os 17 meses de cumprimento da pena. Ou seja daqui a 4 meses, já que ele já está preso há 13 meses.

A multa aplicada ao petista também foi reduzida para R$ 2,4 milhões, que é o valor do apartamento.