STF suspende investigação contra Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Pedido de suspensão de investigação partiu de Flávio Bolsonaro.


(Tânia Rêgo/Agência Brasil/SBT)

Uma decisão liminar, expedida pelo ministro Luiz Fux do STF – Supremo Tribunal Federal,  suspendeu investigação criminal do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro contra o ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro.

 

Fabrício Queiroz era investigado por supostas movimentações financeiras atípicas, apontadas pelo COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

 

O pedido de suspensão da investigação partiu do filho do presidente da república, Jair Bolsonaro do PSL.

 

O relato é o ministro Marco Aurélio que deverá analisar o caso a partir de 1 de fevereiro, quando termina o recesso do judiciário.

 

Intimado por duas vezes Fabrício Queiroz alegou problemas de saúde e apresentou atestados médicos ao Ministério Público, segundo o MP, a suspensão deve durar até manifestação do do relator.