Deputado baiano quer a prisão de Bolsonaro

O pedido à PGR cita o Art. 147 do Código Penal, que trata dos crimes de ameaça.


O deputado federal baiano Jorge Solla (PT-BA), quer a prisão imediata do presidenciável Jair Bolsonaro, com a argumentação de que ele teria cometido crime de segurança nacional, ao falar sobe opositores. O pedido foi feito a Procuradoria-Geral da República.

 

Solla argumenta que Bolsonaro disse em vídeo, que irá perseguir opositores políticos de esquerda: “A faxina agora será muito mais ampla (… ) Ou vão pra fora ou vão pra cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”, argumenta o deputado usando a fala do capitão reformado.

 

O deputado reeleito cita os artigos 1º, II e III, 22, I, 26, parágrafo único, 28 e 31, II, todos da Lei nº 7.170/83  da lei de crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social.

 

Além do pedido de prisão imediato, ele pede também investigação contra um eleitor do capitão, devido a um comentário no Facebook.