Moro determina abertura de inquérito contra ex-governador Beto Richa

Richa é acusado de favorecer a Odebrecht em licitação relacionada a obras em rodovias da região noroeste do Paraná


Beto Richa, governador do Parana, em coletiva para a imprensa sobre o confronto da policia com professores grevistas no Centro Civico em Curitiba

O juiz Sérgio Moro determinou, no último sábado, à Polícia Federal, que fosse aberto o inquérito para investigar o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB-PR). As informações são do jornal O Globo. O político é suspeito de favorecer a Odebrecht em licitação relacionada a obras em rodovias da região noroeste do estado, a PR-323, com um pagamento total de R$ 2,5 milhões via caixa 2.

Moro deu 30 dias para que a Polícia Federal e o Ministério Público deem continuidade à investigação, que estava no STJ, mas precisou ser remetida à primeira instância e à Justiça Eleitoral após Richa renunciar o governo para concorrer ao Senado.

Na decisão divulgada no último sábado, o juiz federal afirmou que compete a ele julgar os fatos relacionados à campanha a reeleição do tucano em 2014, porque nesse caso há suspeita de contrapartida, com uma intervenção do governo do estado numa licitação e porque o caso estaria ligado com a Lava Jato.

A defesa de Richa afirma que o ex-governador aguarda o julgamento de um recurso no STJ contra a remessa da investigação para a Justiça Eleitoral. Segundo o ‘Jornal Nacional’, é de interesse dos advogados de Beto Richa que o caso seja julgado pela Justiça Eleitoral. Bahia.Ba.